Avaliação de ações para idosos e envelhecimento em serviços de atenção primária

nadia.pngNádia Placideli é gerontóloga, doutoranda da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, departamento de Saúde Coletiva, e doutoranda visitante no ICS-ULisboa.


 

imag1

Como os serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) estão organizados quanto à oferta e implementação de ações na atenção à saúde da pessoa idosa e ao envelhecimento? Esta é a questão norteadora da minha pesquisa realizada em São Paulo (Brasil) e em Lisboa (Portugal), a qual teve como objetivo avaliar a qualidade da organização de ações à saúde da pessoa idosa e envelhecimento em serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) de uma Rede Regional de Atenção à Saúde (RRAS).

Foi desenvolvida pesquisa avaliativa, baseada na avaliação de 157 serviços de APS em quarenta e um municípios, compreendidos em uma Rede Regional de Atenção à Saúde, no centro-oeste do estado de São Paulo, a partir da aplicação do Questionário de Avaliação da Qualidade de Serviços de Aten­ção Básica (QualiAB), em 2014.

A partir dos achados neste estudo pode-se considerar que no Brasil, em particular nestes serviços de atenção primária investigados no centro-oeste do estado de São Paulo, há a necessidade de maior organização na atenção à saúde da pessoa idosa e envelhecimento, principalmente na implementação de ações preventivas e de promoção da saúde. Assim, a avaliação em saúde é uma ferramenta importante em prol da melhoria e qualidade destes serviços no que refere-se as ações dirigidas especificamente à temática estudada.

É possível observar que a operacionalização das políticas públicas focadas na pessoa idosa e no envelhecimento, principalmente na perspectiva de prevenção e promoção da saúde para alcance do envelhecimento ativo em práticas pelos serviços de APS, é insuficiente. Dentre outros factores, por essas políticas serem incipientes no contexto brasileiro, pela limitada formação dos profissionais de saúde em aspectos relacionados ao envelhecimento e peculiaridades da pessoa idosa e por maior disseminação e execução de ações de cunho assistenciais.

O instrumento utilizado, o QualiAB, é um instrumento estruturado e de autorresposta, validado, desenvolvido para investigar a estrutura e organização do processo de trabalho por meio de indicadores de assistência e gerenciamento de serviços de saúde da atenção primária (Castanheira et al 2014). Visto que o instrumento não é específico para avaliar questões dirigidas à saúde da pessoa idosa e envelhecimento, foram selecionados indicadores de qualidade referentes a temática estudada e distribuídos em três domínios.

Para identificação de diferentes grupos de qualidade a partir dos serviços investigados, foi realizado o teste de k-médias, com a definição de cinco clusters, que agrupou os serviços tendo em conta os três domínios.  No gráfico 1, pode ser visualizado a formação dos diferentes grupos de qualidade para cada um dos domínios.

Gráfico 1. Representação dos serviços de cada grupo de qualidade (cluster) em relação á média para cada domínio, a partir do agrupamento por k-médias.
grafico1.png

Legenda: dom.1 “Promoção, Prevenção e Assistência em Saúde para o Envelhecimento Ativo”/ dom.2 “Organização para Atenção às Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT)”/ dom.3 “Estrutura e Rede de Apoio na Atenção ao Envelhecimento”.

Para aprofundamento quanto os diferentes grupos de qualidade, na perspectiva de investigar possíveis relações entre variáveis independentes relacionadas ao planejamento e avaliação em saúde, foi realizada uma análise de Regressão Logística Múltipla. As variáveis independentes utilizadas foram extraídas do próprio instrumento QualiAB, e tratavam de indicadores sobre planejamento e avaliação em saúde.

Dentre o percurso desta pesquisa, foi idealizado um estágio no exterior para poder compreender como tais práticas têm sido internacionalmente organizadas e implementadas no contexto dos serviços do nível primário em saúde. Foi escolhido Portugal para vivenciar esta experiência, devido principalmente ao fato da população portuguesa ser significativamente envelhecida, ocupando atualmente o quinto lugar entre os países mais envelhecidos da Europa e o sétimo lugar no mundo. Mas também pela população idosa portuguesa ter algumas características acentuadas partilhadas com a população idosa brasileira, como o nível educacional e condições econômicas. Outro fator determinante para escolha de Portugal foram as transformações ocorridas no Serviço Nacional de Saúde no que diz respeito a reorganização dos Cuidados Primários em Saúde (CPS), com algumas semelhanças ao avanço da implementação da Estratégia Saúde da Família, no Brasil.

A proposta de trabalho a ser desenvolvida nos quatro meses de estadia em Lisboa consiste em poder visitar os serviços de saúde relacionados com os CPS, especialmente as Unidades de Saúde Familiar (USF) e as Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP). Como são muitos os serviços situados em Lisboa, compreendidos em diferentes Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) sob a Administração Regional de Saúde Lisboa e Vale do Tejo, traçamos como critério de escolha conhecer cinco serviços de saúde situados nas freguesias com maior número de idosos, de forma a desenvolver uma entrevista junto aos coordenadores e/ou equipe destes serviços em busca de compreender como se dá a organização e implementação de ações na atenção à saúde da pessoa idosa e ao envelhecimento.

Esta proposta encontra-se em fase de desenvolvimento e o objetivo é que, por meio das entrevistas e visitas, possa ser construída uma reflexão crítica acerca da organização destes serviços na atenção a saúde da pessoa idosa e ao envelhecimento em Lisboa, e que esta experiência possa repercurtir em novas propostas aos serviços de APS brasileiro, com a finalização global deste projeto de pesquisa.


Como citar este artigo: Placideli, Nádia (2017) Avaliação de ações para idosos e envelhecimento em serviços de atenção primária. Life Research Group Blog, ICS-Lisboa, https://liferesearchgroup.wordpress.com/2017/07/18 18 Julho 2017 (Acedido a xx/xx/xx)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s