Precarização da vida e práticas alimentares familiares. Apontamentos de um projeto de pós-doutoramento sobre os impactos da precariedade

vascoVasco Ramos, Investigador Pós-Doc do ICS-ULisboa

 


Com a erosão do regime de produção fordista e sob um novo espírito de capitalismo, trabalho e emprego tornaram-se mais complexos, fragmentados e imprevisíveis. Em Portugal como em outros contextos europeus, um número crescente de indivíduos está envolvido em formas atípicas de trabalho ou experimenta períodos de desemprego ao longo do seu percurso profissional, sobretudo entre as coortes etárias mais jovens. Esta realidade tem sido confirmada não apenas pelos dados estatísticos relativos às estruturas do emprego, como também por numerosas investigações.

Continuar a ler

O que jovens e policiais da periferia de Brasília têm a dizer? Uma análise sociológica sobre identidades, representações e violências.

Untitled-2

Haydée Caruso, professora na Universidade de Brasília. Investigadora visitante do ICS-UL.


imagem_seminário_haydée_FBSP (1)É possível observar uma cidade, sua vida cotidiana, sua cultura local, seu ritmo e os personagens que por ela vivem e circulam por várias perspectivas, eu diria por múltiplas janelas. Uma das janelas que abri para compreender sociologicamente a dinâmica citadina mostra-me os encontros e desencontros que marcam a relação entre os jovens e policiais. Uso a palavra encontro de modo figurado, no sentido de colocar minha lupa sobre a possibilidade concreta de atuação da polícia junto a um de seus públicos prioritários: os jovens.

Neste caso, minha aposta concentra-se na ideia de que o contato, por vezes marcado por colisões entre a polícia e seus públicos, num determinado contexto empírico, pode ser revelador sobre as bases estruturais da relação entre o Estado e uma dada Sociedade. Continuar a ler