Políticas de família no contexto europeu e latinoamericano: concepções, contrastes e desafios

1.pngLiliane Moser é Professora na Universidade Federal de Santa Catarina e investigadora visitante no ICS-ULisboa


Entender as relações estabelecidas entre o Estado e a família tem sido motivo de interesse e pesquisa de diferentes áreas de estudo, como a história, a sociologia, a antropologia, a psicologia, ou o serviço social. Vários estudiosos têm analisado as complexas relações construídas entre o aparato estatal e os grupos familiares, as quais abrangem desde o controle das famílias com o estabelecimento de normas para as relações familiares até à constituição das políticas de proteção social para as famílias e os seus integrantes. Continuar a ler

Cuando el territorio es una herramienta para Trabajo Social: la organización de los cuidados en mayores dependientes en el entorno del hogar en Andalucía (España)

foto.pngMª Ángeles Minguela Recover é professora no Departamento de Derecho del Trabajo y de la Seguridad Social da Universidade de Cádiz e investigadora visitante no ICS-ULisboa.


La vinculación del Trabajo Social y su implicación con el territorio, y viceversa, se transforma en una unión casi indisoluble, desde la intervención profesional hasta la investigación. Entre los referentes que inspiran y justifican mi reflexión sobre la importancia de incorporar la perspectiva territorial a la investigación para trabajo social se encuentran principalmente:

En primer lugar, la precursora Octavia Hill (1838-1912) conocida como la gran reformadora de la política de la vivienda, con la implantación de un sistema de alquileres a bajo precio para familias trabajadoras en la zona Este de Londres (caracterizada porque gran parte de su población que vivía por debajo del umbral de la pobreza).

En segundo lugar, Mary E. Richmond (1861-1928), la referente fundacional de la profesión del trabajo social, en su obra el Diagnóstico Social (1917) dónde describe sistemáticamente el proceso de intervención, desde la recopilación de información personal y social, hasta la evaluación de la actuación profesional, en la que se incorpora y dimensiona dentro del análisis, la dimensión territorial entendida como entorno social habitual de la persona. Continuar a ler

Fazer o futuro no presente? Jovens em condição NEEF e o programa Garantia Jovem

MMVMaria Manuel Vieira é investigadora auxiliar no ICS-ULisboa

TF Tatiana Ferreira é bolseira de investigação no ICS-ULisboa

LPLia Pappámikail é professora na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém e na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa


No contexto da crise económica e do preocupante aumento da taxa de desemprego, especialmente entre os jovens, a Comissão Europeia decide lançar em 2013 o Programa Garantia Jovem (GJ). Destinado a combater a exclusão de jovens, com menos de 25 anos, que não estão em emprego, educação ou formação (NEEF), o programa garante uma oferta de emprego, continuidade de estudos ou proposta de formação ou estágio aos jovens no prazo de 4 meses após ficarem desempregados ou abandonarem a escolaridade formal.

Replicado à escala nacional, cada Estado membro é nesse contexto instado a desenvolver uma estratégia de implementação adequada às características do mercado de trabalho e público-alvo locais. Em Portugal, estes últimos apresentam características específicas. Com efeito, o desemprego entre os jovens portugueses no período mais crítico da crise em 2013, atingiu não só aqueles com idades inferiores a 25 anos (28,9%, 10 p.p. superior à média EU28), mas também os jovens mais velhos (21,9% entre os jovens com idades compreendidas entre os 25 e os 29 anos, 7,3 p.p. superior à média EU28) justificando que, no caso português, a implementação do programa GJ se estendesse a jovens até aos 30 anos. A estratégia de implementação definida por Portugal tem assentado na dinamização de uma rede de parceiros locais que sinalizam e registam os jovens na plataforma on-line criada para o efeito, encaminhando-os posteriormente para uma das medidas previstas. Continuar a ler