Diversidade sexual e de género em Espanha na perspetiva do curso de vida: desafios e experiências de transferência de conhecimento | 18 janeiro | 11h




No dia 18 de janeiro, pelas 11h, o LIFE Webinars contará com a participação de Luis Puche, investigador na Universidade de Málaga, Espanha e investigador visitante no ICS-ULisboa.

Pode aceder ao seminário AQUI.

Continuar a ler

Experiências e interesses de investigação de Luis Puche, em estadia de investigação de 2 meses no ICS-ULisboa

Luis Puche, professor de Antropologia Social da Universidade de Málaga (Espanha), faz no ICS-ULisboa uma “estância de investigação” de 2 meses, graças a uma Bolsa de Mobilidade da AUIP – Asociación Universitaria Iberoamericana de Posgrado. A sua carreira de investigação tem se centrado na etnografia da infância, juventude e velhice, nos processos de discriminação escolar relacionados com o sexismo e a homofobia, e na análise sociocultural da transexualidade. A pandemia do Covid 19 e circunstâncias pessoais levam-no a orientar os próximos esforços de investigação na identificação de experiências e propostas inovadoras para envelhecer em melhores condições sociais, afetivas, espaciais e de saúde, mantendo a ênfase na igualdade e diversidade de género e sexual.  

Que estudo tem presentemente em mãos?

Estou a iniciar uma nova etapa de trabalho na Universidade de Málaga (Espanha) e a desenhar uma futura linha de investigação sobre novas formas alternativas de convivência na velhice, experiências de cohousing (já em curso há anos) e projetos cooperativos intergeracionais.

Continuar a ler

TIC entre trabalho profissional e doméstico: resultados de pesquisa com foco em mulheres portuguesas e italianas | 7 dezembro | 11h




No dia 07 de dezembro, pelas 11h, o LIFE Webinars contará com a participação de Silvia Di Giuseppe, doutoranda em Sociologia no OpenSoc, ICS-ULisboa.

Pode aceder ao seminário AQUI.

Continuar a ler

TIC entre trabalho profissional e doméstico: resultados de pesquisa com foco em mulheres portuguesas e italianas | 7 dezembro | 11h




No dia 07 de dezembro, pelas 11h, o LIFE Webinars contará com a participação de Silvia Di Giuseppe, doutoranda em Sociologia no OpenSoc, ICS-ULisboa.

Pode aceder ao seminário AQUI.

Continuar a ler

JOINT WEBINAR – Heterogeneidade empresarial, o elemento esquecido na economia do trabalho| 17 Abril | 15h

Dia 17 de novembro, pelas 15h, os grupos de investigação LIFE-Percursos de Vida, Desigualdade e Solidariedade: Práticas e Políticas, LIFE, SPARC-Social and Political Attitudes: Resilience and Change e Memória, História e Sociedade organizam, em conjunto, um webinar que contará com a participação da Doutora Ana Rute Cardoso, nova investigadora coordenadora no ICS-ULisboa ao abrigo do programa Estímulo ao Emprego Científico da FCT.


Ana Rute Cardoso é Investigadora Coordenadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa no âmbito do programa Estímulo ao Emprego Científico. Anteriormente, entre 2008 e 2021, foi Professora Associada de Investigação no IAE (CSIC), o Instituto de Análise Económica do Conselho Superior de Investigação Científica de Espanha e Professora Afiliada da Barcelona Graduate School of Economics. Trabalhou como Associate Researcher no IZA Bonn (Institute for the Study of Labor) na Alemanha, entre 2002 e 2008, e foi anteriormente Professora Associada na Universidade do Minho em Portugal. Atualmente, é Research Fellow no Institute of Labor Economics (IZA), Bona, Alemanha, e External Fellow no Centre for Research and Analysis of Migration (CReAM), Londres, Reino Unido.

Área de Atividade: Economia do Trabalho; Economia das Desigualdades.

Era preciso ter outra vida: trabalho, conciliação e decisões reprodutivas | 16 novembro | 11h30





No próximo dia 16 de novembro, pelas 11h30, o LIFE Webinars contará com a participação de Marina Birrento, doutoranda em Sociologia no OpenSoc, ICS-ULisboa

Continuar a ler

Life nos media: julho-outubro 2021

Rubrica que destaca a voz de investigadores/as do LIFE Research Group nos media.


Setenta e Quatro | 08-10-2021

“Jornalismo, precariedade e novas rotinas produtivas” – Ensaio de José Nuno Matos

“A precariedade não é um elemento estranho às relações de trabalho nas redações. O que outrora era apanágio de jornalistas mais jovens, em início de carreira, corresponde atualmente à condição de cerca de 50% dos jornalistas em funções, contribuindo para profundas mudanças no exercício da profissão.”


Expresso | 24-09-2021

Divórcios diminuíram, com comentários de Sofia Marinho

“A investigadora e socióloga do Instituto de Ciências Sociais Sofia Marinho não se mostra surpreendida e alerta para duas realidades que escapam a estes números: as separações dos casais em união de facto, só conhecidas no Census, e os casais em crise económica que aguarda o final da pandemia.”

Continuar a ler

Education for interspecies sustainability | 23 novembro | 11h





No dia 23 de novembro, pelas 11h, o GI LIFE, numa organização conjunta com o GI SHIFT e a HAS Hub@ICS-ULisboa, irá organizar um seminário com a participação de Maria Helena Saari da Universidade de Oulu, Finlândia.

Our current path towards deepening ecological crises is increasingly recognised, yet education has been slow to respond the root causes driving us further down the path of unsustainability, namely hierarchical anthropocentrism. In fact, education has been recognised as one of the institutions where challenging and transforming anthropocentrism has proven particularly difficult. Working at the crossroads of critical animal studies, critical sustainability studies and education research, this talk explores how we might move towards an educational reform for interspecies sustainability, where other animals too are understood as stakeholders in their own right. A multidimensional approach is used to explore the occlusions and openings for educational spaces to foster multispecies flourishing by examining how animals are addressed in and affected by educational policies and pedagogies. Cows and the dairy industry are used as a case example of the relationship between education and the animal-industrial complex in Finland and for the ways in which (educational) violence(s) are reproduced, and in turn how they could be challenged. Overall, this talk explores how a framework of interspecies sustainability could offer promising pathways for the creation of healthy policy ecologies in education that foster more peaceable human-animal relations, which is argued to be a pre-requisite for building sustainable futures.


Short Bio

Maria Helena Saari is a PhD Candidate at the University of Oulu and works in the research projects AniMate-Multispecies Childhoods (Eudaimonia Institute, 2018-2021) and CitiRats (Academy of Finland, 2021-2024) and is a Visiting Doctoral Researcher at HASHub@ICS-ULisboa. Her research interests include animals in education (policy & pedagogy), environmental education, animal law and interspecies sustainability. Maria teaches undergraduate courses on environmental education and multispecies childhood studies and is currently co-leader of the Envisioning Sustainability Research Hub at University of Oulu. She is also board member and treasurer of the Finnish Network for Critical Animal Studies (CASFinland).

Contributions to an institutional perspective on population health | 19 outubro | 11h





No mês de outubro o GI LIFE reinicia as suas atividades com o primeiro seminário a ocorrer ainda em regime online. O primeiro webinário será no dia 19 de outubro de 2021, com a participação do Prof. Piet Bracke, Full Professor no Departamento de Sociologia da Universidade de Ghent, Bélgica.

Pode aceder ao seminário AQUI.

Social epidemiologists tend to focus on inequalities in health, often from an individualistic perspective. When institutions are evoked, the emphasis is frequently on (welfare) state policies. We argue for a more encompassing “institutional turn” in the macrosociology of health and illness and hope to illustrate its relevance for epidemiological sociology. The potential of a broader institutional approach to population health is illustrated with reference to public health issues characteristic for the latter stage of the epidemiological transition, e.g. mental health and preventive behavior, and their association with education, gender, and age as institutions. This approach helps to throw new light on ongoing discussions, such as fundamental social cause theory and on the relevance of a population approach, a vulnerable group approach, and a health risk approach.


Short Bio

Piet Bracke focuses on population health and health services use from an institutional perspective. Core research themes are mental health, stigma, professional care-seeking, medicalization, and preventive behavior. Presently, his research group focuses on mental health and the Covid19 pandemic, on stigma, professional care-seeking, and ethnicity, on medicalization theory and medication use, and on vaccination hesitancy from a cross-national comparative perspective. Piet Bracke is a former president of the ESHMS (2010-2014).

Livros, Capítulos e Artigos em Outubro de 2021

POST_SCRIPTUM.png

Após uma interrupção durante o verão, está de volta o Post-Scriptum, a rubrica mensal em que damos destaque às publicações de investigadores/as do LIFE Research Group (ICS-ULIsboa).


O primeiro destaque deste mês de outubro de 2021 vai para o livro Os Sujeitos do Neoliberalismo, obra coletiva organizada por Fernando Ampudia Haro e pelo nosso colega José Nuno Matos, que acaba de ser publicada pela Edições Outro Modo – Tigre de Papel. Este livro parte de uma definição ampla do neoliberalismo, concebendo-o enquanto doutrina económica, mas também como forma de engenharia social, ambas destinadas à formação de uma ordem de mercado. A obra, mais do que analisar autores, momentos ou figuras, incide sobre algumas das subjetividades criadas pelo neoliberalismo (do estafeta ao analista financeiro, passando pelo desempregado).

Entre outros, o livro conta com ensaios do próprio José Nuno Matos sobre a condição jornalística (Jornalista: Trabalho, Neoliberalismo e Subsunção) e de Teresa Duarte Martinho sobre os artistas (Artista: Entre a Performance Competitiva e a Existência como Fuga).


No que diz respeito a artigos em revista, saiu neste mês um número especial do Journal of Applied Youth Studies dedicado aos NEETs (os jovens que não se encontram a estudar, trabalhar ou a receber formação profissional). O número é organizado pelas nossas colegas Maria Manuel Vieira, Tatiana Ferreira e Lia Pappámikail, que rubricam um editorial sobre o processo de reconhecimento social desta realidade juvenil nas sociedades europeias.

Por fim, realce para um artigo de Ana Patrícia Hilário e Fábio Rafael Augusto sobre os desafios éticos na pesquisa sobre os processos de fim de vida. Este texto, publicado na Revista Pesquisa Qualitativa, aborda as estratégias de mitigação de riscos e do sofrimento por parte de todos os envolvidos, oferecendo um debate em torno dos “bastidores” da pesquisa.


LIVROS

Fernando Ampudia Haro, José Nuno Matos (Eds..)
Os Sujeitos do Neoliberalismo
Lisboa: Edições Outro Modo, Tigre de Papel

CAPÍTULOS

José Nuno Matos
Jornalista: Trabalho, Neoliberalismo e Subsunção
In Haro, Fernando Ampudia, Matos, José Nuno (Eds.), Os Sujeitos do Neoliberalismo, pp. 207-227
Lisboa: Edições Outro Modo, Tigre de Papel

Teresa Duarte Martinho
Artista: Entre a Performance Competitiva e a Existência como Fuga
In Haro, Fernando Ampudia, Matos, José Nuno (Eds.), Os Sujeitos do Neoliberalismo, pp. 179-205
Lisboa: Edições Outro Modo, Tigre de Papel

ARTIGOS

Maria Manuel Vieira, Lia Pappámikail, Tatiana Ferreira
Special Issue: NEETs in Europe: from plural (in)visibilities to public policies
Journal of Applied Youth Studies, 4 (2).
https://link.springer.com/journal/43151/volumes-and-issues/4-2

Ana Patrícia Hilário, Fábio Rafael Augusto
Desafios éticos, metodológicos e práticos na pesquisa qualitativa em saúde: um olhar a partir de um estudo em torno do processo de morrer.
Revista Pesquisa Qualitativa, v.9, n.21, p. 306-321.
http://hdl.handle.net/10451/49451

Boas leituras!